16 janeiro 2013

Oficina de Filmagem



Oficina de Filmagem


Para projetos independentes

 


INTRODUÇÃO

                Quando se trata de uma produção independente, sabemos que o diretor do filme terá trabalho dobrado, provavelmente será o autor, produtor, diretor, editor e câmera isso quando não há a necessidade de atores para interpretar os personagens do vídeo, quando esse é o caso ele trabalha na frente e atrás das câmeras.
                Sabemos que muitas vezes o recurso é escasso, que não há como fazer grandes investimentos financeiros, por isso resolvemos elaborar este material para auxiliar na sua produção áudio visual independente.
                Não importa que tipo de material, equipamento você está usando, este trabalho foi preparado para ajudar você a produzir um material atrativo mesmo que você esteja usando uma câmera de celular, ou de um MP5, você até pode fazer um trabalho com baixa resolução, mas não precisa ser necessariamente de baixa qualidade.


APOIO E SUPORTE

 

                Analisando alguns vídeos na internet, você vai perceber que uma das situações mais comuns e desagradáveis em vídeos independentes é a tremedeira da câmera, você assiste uma cena de declaração de amor que parece ser interpretada durante um terremoto, é o caos!
                Uma das coisas mais importante do vídeo é manter a imagem fixa, exceto quando a cena exigir o devido movimento da câmera, mas se for filmar com câmeras de baixa resolução tente pelo menos evitar a movimentação constante do aparelho, o balanço além de incomodar, vai atrapalhar a compreensão da cena e embaçar a imagem, logo quem estiver assistindo vai perder o interesse.
                Um suporte básico tipo tripé para uma câmera custa em torno de R$130,00 a R$ 150,00 reais, mas eu sei que muitos dos que estarão lendo este material são adolescentes e que não terão nem esse valor em mãos para começar, então encontre algo que você possa apoiar uma mesa, uma cadeira ou se você for mais criativo, pode até construir um suporte para apoiar a sua câmera utilizando uns pedaços de madeira como ripas, e cabos de vassouras, mas isso não vai mudar a sua necessidade de aprender a segurar a câmera sem tremer, nem todas as cenas o suporte será útil.
 Mantenha a câmera firme, pratique alguns ângulos que você pode usar com antecedência, abaixe-se e fique apoiado sobre um dos joelhos, é uma boa postura para fazer uma imagem de baixo para cima, próximo ao personagem (principalmente quando quiser mostrar um cenário alto atrás no fundo da cena), a câmera colocada no chão filmando a meia distancia pode trazer um resultado incrível, e quando puder faça a captação de uma cena aérea subindo em uma escada ou uma árvore por exemplo.

COMANDOS


                É necessário que os participantes de sua equipe estejam devidamente familiarizados com os comandos durante a produção, portanto é importante passar algumas dicas antes de iniciar qualquer material ou o resultado será um estresse absoluto.
                Você também pode acrescentar comandos específicos a sua produção de acordo com a sua necessidade, abaixo você verá os alguns dos mais comuns.

Atenção!

Como o próprio nome diz, este comando pede que os atores e toda a equipe de produção se concentrem na cena em questão, por que tudo está para começar.

Ação!

                Interessante como esse termo parece familiar não é? Mas lembre-se que em geral, as câmeras de filmagens tem um pequeno atraso na captação de áudio inicialmente, portanto após o comando “Ação!” é importante que os atores contem mentalmente até três antes de realmente entrar em cena, isso não só vai evitar esse possível corte do áudio, como vai separar a fala do ator do comando do diretor e facilitar o editor a identificar o ponto certo de cortar a cena durante o processo de edição.

Cortar!

                Esse comando será utilizado quando uma cena for finalizada ou sair diferente do previsto ou ocorrer os famosos “erros de gravações”, embora o câmera deva seguir a regra dos três segundos e só encerrar o vídeo depois de contar o tempo após o comando “cortar”.
Obs.: É muito comum que os atores errem nas cenas, isso acontece em qualquer produção e ainda garante um extra no final do vídeo, mas se algum dos participantes quiser se passar por engraçadinho e ficar errando propositalmente, não perca tempo, substitua por alguém mais interessado, é seu trabalho em jogo se seu amigo se importasse o ajudaria.


DINÂMICA

 
                Já reparou que os filmes trocam de ângulo o tempo todo? Como eles fazem isso? Simples durante as filmagens várias câmeras são posicionadas em locais específicos para conseguir os ângulos desejados, depois eles avaliam o melhor ângulo para cada cena e editam conforme a sua necessidade seguindo obviamente as diretrizes básicas do roteiro.
Mas como conseguir este mesmo resultado utilizando um único aparelho de gravação?
Bem não é algo muito complicado de se fazer, mas é algo bem cansativo, o câmera deverá está disposto a se mover mais do que um ator de filme de luta, mas que no final o resultado do seu material será compensador.
A primeira coisa a fazer é identificar de quantos ângulos diferentes a cena precisa ser filmada, quando saber disso saberá exatamente a quantidade de câmeras que seria necessário, decida onde ficaria cada uma marcando com uma pequena marca de giz ou uma pedrinha no chão.
Filme a cena por partes, no final de cada fala, ou no intervalo de duas falas, mova-se para o local onde deveria está a outra câmera, isso impedirá que você tenha a necessidade de reconstruir uma cena inteira no caso de erros, terá que filmar apenas a última fala, A mesma  técnica deverá ser usada quando for um vídeo de luta, após a combinação de cada sequencia de três a quatro golpes, mude o ângulo e a distancia dando mais dinâmica a ação, seguindo essa lógica você terminará o seu trabalho com um aspecto mais profissional.

ENQUADRAMENTO 

 

Enquadrar é uma técnica básica, mas tão importante que não será possível desenvolver um material razoável sem pelo menos ter noção do que se trata, o enquadramento consiste em organizar os elementos que aparecerão na cena dentro da área do visor da câmera, só assim você terá como pré visualizar o que estará sendo produzido.

Grande plano geral

É normalmente usado no inicio dos vídeos para mostrar a localização geográfica onde se passa o acontecimento narrado, enquadra uma grande área, como por exemplo, a vista de um exército marchando a uma determinada distancia, ou a imagem de uma cidade vista do alto de um monte.

Grande plano

É um plano menor que o grande plano geral, ele capta as imagens de pessoas de corpo inteiro.

Plano americano

É um enquadramento ainda menor, visa mostrar a pessoa do joelho para cima, buscando dar atenção maior aos movimentos do corpo e das mãos.

Plano médio

É quando mostramos o personagem da cintura pra cima.

Primeiro plano

Visa mostrar o personagem a uma distancia em que seja visto do ombro pra cima, este plano visa mostrar o rosto do personagem dando importância as suas expressões faciais.

Primeiríssimo plano

É quando apenas parte do rosto é mostrado, o detalhe da boca de um homem fumando um charuto, os olhos de uma mulher que observa pela fresta da janela.

Close

É quando o roteiro necessita de colocar em destaque algo que seria apenas um detalhe, por exemplo, a contagem regressiva de um relógio de uma bomba, ou o dente de ouro no sorriso de um inimigo.

MOVIMENTOS DE CAMERA

 

Você precisa conhecer pelo menos alguns dos principais modos de  movimentos de câmera para desenvolver um material de qualidade, selecionamos uma lista dos movimentos mais importantes para um produção de vídeo independente.

Panorâmica

É o movimento de rotação da câmera em torno de seu próprio eixo, usado normalmente para atrair a atenção de um local para outro.

Travelling

É o movimento em que a câmera acompanha o personagem enquanto ele se movimenta na mesma velocidade.

Zooming

Caracterizado por dois movimentos comuns o zoom in e o zoom out.

Zoom in é o ato de aproximar

           Zoom out é o ato de se afastar

OS ÂNGULOS

 

Além dos enquadramentos e movimentos, o ângulo da câmera pode ser definido quanto a sua inclinação.

Ângulo plano

Câmera à altura dos olhos. Dá idéia de igualdade entre a personagem e o espectador.

Plongée


É o ângulo em que capta a pessoa de cima para baixo dando a impressão de inferioridade, este ângulo é comum quando os pais filmam seus filhos pequenos enquanto permanece em pé.

Contre-plongée

É um ângulo em que a câmera fica abaixo da altura da pessoa, filmando de baixo para cima, dando a impressão de superioridade.

Câmera na diagonal

Muito comum em situações de desequilíbrio, causa a sensação de que o personagem não está se sentindo bem, como por exemplo, uma pessoa com enjôo em um navio, a camera em close mostrando o rosto do personagem de lado.

Câmera Subjetiva

É o ângulo dos olhos do personagem, onde você permite ao espectador a experiência de ver a cena em primeira pessoa.

Ângulo alto
A um distancia média, este ângulo mostra uma vista aérea das cenas.

Ângulo baixo

É o filmado de baixo para cima.

CAPTAÇÃO DE AUDIO

 

Estamos falando de um material independente, que pode ser filmado até mesmo com uma câmera de celular, é natural que você terá problemas com ruídos, ventos e barulhos externos de um modo geral.
Nas cenas em que for necessário captar a voz, procure fazer isso de perto, para que o Áudio fique alto e claro, alerte aos participantes para não falarem baixo demais, se for necessário fazer uma cena a distancia em que tenha que captar a voz faça primeiramente de perto para captar o áudio em seguida filme a cena na distancia desejada, substituindo os áudio na edição.
Outra alternativa seria filmar o material normalmente, depois dublar todo o trabalho com um microfone de computador em um programa para captação de áudio.

EDIÇÃO

 

O processo de edição varia de acordo com os recursos do produtor, se tiver um computador em casa já é meio caminho andado, procure por programas de edição de áudio e vídeo e instale em sua máquina, você poderá encontrar também programas de pós-produção e efeitos especiais para dá um tom mais moderno ao seu vídeo.
Evite usar vídeos ou fotos de terceiros, assim como trilhas sonoras que você não tenha autorização para uso comercial, isso pode prejudicar a divulgação de seu trabalho, podendo até ser removido da rede.
Você pode divulgar seu vídeo de varias maneiras, assim como pode arriscar participar de algum festival de vídeo, há vários festivais de vídeos que aceitam materiais independentes pelo seu contexto e não pela qualidade dos equipamentos, muitos deles aceitam vídeos até mesmo de câmeras de celular e se você for bom pode até ter seu material reconhecido ou faturar uma grana legal.



Este conteúdo foi desenvolvido pela Faglaken.


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aí, pois ele é nossa motivação.